História da Bruxaria - Grimório De Hades

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

História da Bruxaria


A bruxaria vem desde a antiguidade, nas antigas civilizações, como Mesopotâmia, Egito, Grécia era comum a pratica de feitiçaria e cultos aos deuses, na época céltica as bruxas celebravam a terra e rezavam para as forças da natureza, eram responsáveis pelas curas através das ervas. No começo do cristianismo a bruxaria não era perseguida pela igreja, apenas no século 13 as bruxas foram acusadas de adorarem os demônios e começou a “caça as bruxas”. Eram conhecidas como noivas do satanás, já que 80% das pessoas acusadas e mortas por essas práticas eram mulheres, muitas vezes parteiras ou curandeiras.

Na inquisição as pessoas eram acusadas por falsos testemunhos, já que quem informasse sobre a existência de uma bruxa nas proximidades seria bem recompensado. Nem sempre precisavam de provas concretas para a condenação. Para obter uma condenação, os acusados passavam por uma insuportável seção de tortura e a maioria das pessoas dizia logo que era praticante de bruxaria, mesmo não sendo. Fácil entender o porquê: a tortura só acabava no momento em que a confissão era feita e, caso não houvesse confissão, a penalidade era maior. Tinham também de apontar outras pessoas que praticavam feitiçaria, mesmo sendo um falso testemunho. As bruxas que viviam nesta época camuflavam os seus utensílios mágicos em forma de objetos comuns de cozinha: a colher de pau se tornava o Cetro, a faca de cozinha era o Athame, a panela grande se tornava o Caldeirão Mágico. As mulheres eram, geralmente, vistas como bruxas. Marcas estranhas no corpo da mulher, como por exemplo a presença de sardas e manchas, eram vistas como marcas do diabo.

As marcas desses acontecimentos ainda estão presentes atualmente, já que muitas vezes somos chamados de adoradores do diabo ou coisas preconceituosas por pessoas que ainda vivem com a cabeça da idade media no seculo XXI, infelizmente. Para entender mais sobre a história da bruxaria leia: História da bruxaria.

Principais caminhos da bruxaria:

Primeiramente gostaria de relembrar que a bruxaria não é uma religião, mas um caminho espiritual a ser seguido, deferente da Wicca.

Bruxaria tradicional: É a pratica da velha arte que era praticada no seculo XX, assim como o nome diz, essa pratica de bruxaria se da através de varias tradições, que são obrigatoriamente respeitadas, como por exemplo a obrigatoriedade de uma inicialização para fazer parte dessa comunidade. Para entender melhor leia Feitiçaria: A tradição renovada;

Bruxaria Hereditária: Como o nome já pode dizer pela Propriá explicação, são bruxas que tem os ensinamentos passados de geração em geração. Dica de livro: Bruxaria Hereditária de Raven Grimassi.

Bruxaria Solitária: São aquelas que gostam de praticar bruxaria independente, como o próprio nome já diz praticando sozinhos, um bom livro sobre isso é Guia essencial da bruxa solitária.

Wicca: É a religião da bruxaria, ela é conhecida como a "bruxaria moderna" foi criada em 1973, e dentro dela também existem vários caminhos diferentes, para entender melhor sobre a wicca existe vários livros sobre ela, alguns deles já citei em um post de livros para iniciantes e outro que também recomendo é Wicca para todos.

Bruxaria Natural: Os praticantes desse caminho não necessariamente cultivam os deuses, apenas a natureza, os 4 elementos e tudo que vem dela, envolve o uso das ervas, plantas e outros. Para entender melhor leia Bruxaria natural: Uma escola de magia.


Em breve irei fazer um post falando sobre cada uma mais detalhadamente.


Esse foi um pequeno resumo sobre a historia da bruxaria, queria lembrar que o texto foi escrito sobe o meu ponto de vista e minha opiniões sobre a bruxaria que adquiri em todos esses anos estudando sobre.

Fonte: O despertar das bruxas e documentário: As Bruxas - Completo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário